Postado Por : Emerson Wendt domingo, 24 de janeiro de 2010

Intel PolEm processo de estudo desde novembro de 2009, a formação das novas turmas de Escrivão de Polícia e Inspetor da Polícia na Academia de Polícia Civil do Rio Grande do Sul (Acadepol/RS) incluirá, pela primeira vez, uma disciplina específica de Inteligência Policial.
O objetivo inicial, quando começamos a discussão, era de aumentar a carga horária destinada ao repasse dos conhecimentos atinentes à atividade de inteligência.
Recordo que, quando convidado a ministrar as primeiras aulas sobre inteligência em 2007 tive a oportunidade de repassar um conteúdo bastante genérico do que é a inteligência em âmbito nacional, estadual, e, com alguns conceitos básicos, tudo isso em apenas 5 horas-aula. Foi um grande avanço, pois foi a primeira vez que o assunto “inteligência” foi tratado durante a formação policial.

Após isso, já em 2008, durante o Curso Superior de Formação de Delegados de Polícia (última turma formada), tive bem mais tempo para tratar do assunto, porém dentro da disciplina de Técnicas de Investigação Policial. Num total de 25 horas-aula, foi possível repassar uma maior quantidade de conhecimentos atinentes à atividade, inclusive inserindo os alunos-delegados nos conceitos e uma aula prática de operações de inteligência (vejam aqui o que postei no meu blog na época).
Como todo processo é evolutivo e tendente à melhora, em virtude do debate aberto pela Acadepol/RS durante o Curso de Construção do Currículo dos Cursos de Formação Inicial dos Policiais Civis do RS (iniciado, como referi, em novembro de 2009), conseguimos estabelecer a “Inteligência Policial” como disciplina autônoma e integrante da Área 6 – Comunicação, Informação e Tecnologias Aplicadas à Polícia Judiciária. É importante referir que as áreas foram definidas tendo por base a Matriz Curricular Nacional da SENASP.
A disciplina terá uma carga horária modesta dentro das 900 horas-aula programadas para os cursos de formação de Escrivão e Inspetor de Polícia, com 35 h/a. Porém, é uma grande conquista e tende a fazer com que o policial, recém formado, saia da Academia de Polícia com noções gerais e específicas do que é a atividade de inteligência policial e o que ela representa, em níveis estratégico e tático, auxiliando os gestores em suas decisões e na prática investigativa (respectivamente).
E os leitores, o que acham da inclusão da inteligência policial durante a formação dos novos policiais??

4 Responses so far.

Deixe um Comentario

Subscribe to Posts | Subscribe to Comments

Finalidade do Blog

Este blog tem por finalidade a interação e o debate dos assuntos atinentes à Atividade de Inteligência Policial e, também, de Segurança Pública, alavancando soluções, aprimorando idéias e aperfeiçoando conhecimentos.

Tradução dos Posts

Receba por e-mail

Cadastre seu e-mail

Seguidores

Postagens populares

- Copyright © Inteligência Policial -- Traduzido Por: Template Para Blogspot